Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Procuradores fazem ‘limpa’ no Telegram

Equipe BR Político

Procuradores da República em Brasília e no Rio de Janeiro também fizeram uma “limpa” no arquivo de mensagens do aplicativo Telegram, como seus pares em Curitiba, diz a coluna Painel, da Folha. O tema foi abordado pelo ministro Sérgio Moro na audiência de quarta, 19, no Senado. Em pelo menos três oportunidades, ele afirmou não ser possível publicizar a integralidade de suas conversas com integrantes da força-tarefa da Lava Jato pelo Telegram, para dirimir dúvidas sobre sua atuação como magistrado da operação lançadas em reportagem do site The Intercept Brasil, porque a empresa não arquiva os dados na nuvem, o que foi contestado por alguns parlamentares.

O Globo lembrou que a política de privacidade do aplicativo diz que as mensagens só são apagadas do servidor da ferramenta se o interlocutor também assim o fizer. No caso, o procurador da República Deltan Dallagnol, que está em férias.

Tudo o que sabemos sobre:

Telegramsergio moro