Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Produtos médico-hospitalares terão isenção de tarifas

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira, 13, que o governo vai isentar produtos médicos e hospitalares das tarifas de importação. Outras questões tributárias estão em análise, mas o ministro não revelou quais, informa o Broadcast Político. “Estamos examinando a coisa tributária. Por exemplo, vamos isentar de tarifas de importação produtos médicos e hospitalares. Em uma hora dessas, tem que deixar entrar respirador, tudo que tive disponível vai ter que entrar (…) São uma série de medidas sérias e profundas que estamos examinando, não é hora para um ficar colocar a culpa no outro”, afirmou. Como você leu mais cedo aqui no BRP, para evitar quebradeira na economia diante do avanço da pandemia do coronavírus, o governo anunciou na quinta, 12, a liberação de R$ 28 bilhões para dar fôlego à economia. Uma das medidas é a antecipação da primeira parcela do 13.º aos segurados do INSS em abril, o equivalente a R$ 23 bilhões.

Governo vai isentar produtos médicos e hospitalares das tarifas de importação

Governo vai isentar produtos médicos e hospitalares das tarifas de importação Foto: Prefeitura de Paulínia/ Divulgação

Uma das medidas que sofre resistência da equipe econômica é a desoneração da folha de pagamento das empresas aéreas, cujas ações desabaram ontem na Bolsa de São Paulo, e também a ideia de zerar o PIS/Cofins do querosene de aviação e o fim do adicional na tarifa de embarque de voos estrangeiros. Entretanto, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, já avisou que não há espaço no Orçamento para reduzir a carga tributária de empresas como resposta à crise.