Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Progressão do regime de Lula com Lebbos

Equipe BR Político

Ministros do STJ ouvidos reservadamente pelo Estadão/Broadcast afirmaram que ficará com a juíza Carolina Lebbos, da Vara de Execuções Penais, em Curitiba, a decisão sobre a progressão ou não do ex-presidente Lula para o regime aberto. Caso decidissem, rejeitariam o pedido do petista, informa o Estadão. Procurado pela reportagem, o gabinete do ministro Felix Fischer, relator da Lava Jato no STJ, informou que não há previsão de quando o pedido de Lula será analisado pelo colegiado.

Em parecer encaminhado ao STJ, o Ministério Público Federal afirmou que Lula já pode progredir para o regime semiaberto. O entendimento da subprocuradora-geral da República, Aurea Maria Etelvina Nogueira Lustosa Pierre, é de que o tempo que o petista já cumpriu preso em Curitiba (1 ano, 1 mês e 28 dias completos na quarta-feira, 5) deve ser descontado da pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias imposta pelo STJ em abril. A defesa do ex-presidente, no entanto, reivindica que ele possa ir diretamente para o regime aberto.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

LulaSTJ