Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Projeção do Tesouro indica que dívida deve passar de 100% do PIB até 2025

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Tesouro Nacional divulgou projeções pessimistas para a dívida pública do Brasil nos próximos anos e pela primeira vez reconheceu que deve ultrapassar a marca de 100% do PIB em panorama divulgado nesta sexta-feira, 30. Segundo o órgão, os rombos nas contas públicas devem ser de 96% do PIB ao final de 2020 e chegar a 100,5% em 2025, patamar que, na comparação internacional, chega próximo a países com classificação de alto risco em termos de capacidade de pagamento.

Um deles, a Argentina, tem endividamento correspondente a 98,7% do PIB. A diferença do Brasil em relação ao país é a quantidade expressiva de reservas internacionais, que a Argentina não ostenta. O indicador de risco pode afetar inclusive a classificação de risco dada por agência para investimentos estrangeiros no País.

No ano passado, a dívida brasileira chegava a 78,5% do PIB. O pico, segundo a projeção, será atingido em 2026, em 100,8%. Depois disso, o endividamento começa a cair, mas ainda estará em 98% do PIB em 2029.

Na quinta, 29, o Tesouro chamou atenção para os efeitos negativos que uma aumento do juros poderia causar, já que 54,5% da dívida bruta tem remuneração atrelada à Selic, que foi mantida, nesta semana, pelo Copom, do Banco Central, em 2%, mesmo com a alta da inflação.

Tudo o que sabemos sobre:

Tesouro Nacionaldívida públicaPIB