Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Projeto de lei amplia teste do pezinho na rede pública

Equipe BR Político

Com apoio do grupo Mulheres do Brasil, encabeçado pela empresária Luiza Trajano, o deputado federal Augusto Coutinho (Solidariedade-PE) protocolou na quinta, 5, um projeto de lei que aumenta a cobertura obrigatória para exames capazes de diagnosticar anomalias em recém-nascidos por meio do teste do pezinho ampliado na rede pública.

O teste oferecido hoje detecta, lembra o parlamentar, apenas seis possíveis anormalidades, contra as cerca de 50 identificáveis no teste ampliado, disponível apenas na rede privada.

“Há um conjunto de doenças cujo diagnóstico precoce está restrito àqueles que têm condições de pagar exames na rede privada. Garantir que o SUS passe a ofertar o teste do pezinho ampliado é corrigir essa distorção e ampliar a possibilidade de uma infância saudável. O diagnóstico precoce é o melhor caminho para um tratamento assertivo”, disse Augusto Coutinho.

No Brasil, mais de 13 milhões de crianças sofrem com algum tipo de doença rara. Na rede privada o custo do teste do pezinho ampliado é de aproximadamente R$ 250, variando de acordo com o Estado.