Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Promessa de mandar reformas precisa ser cumprida

Gustavo Zucchi

Como informou o BRP, o governo está prometendo entrar em campo na próxima semana pelas reformas. De um lado, o ministro da Economia, Paulo Guedes, diz que sua equipe enviará as sugestões para a reforma tributária, que tramita atualmente em uma comissão mista no Congresso com objetivo de se chegar a um texto de consenso. Do outro, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), promete que até a próxima quarta-feira será finalmente enviado o projeto de reforma administrativa.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, acompanhado de seus ministros

O presidente da República, Jair Bolsonaro, acompanhado de seus ministros Foto: Dida Sampaio/Estadão

A movimentação do governo nestas duas reformas é prometida há tempos. Por exemplo, em julho do ano passado já é possível encontrar no BRPolítico discussões sobre a proposta do governo para uma simplificação tributária. Na ocasião, Rodrigo Maia aguardava a chegada do texto do governo para apensar ao projeto do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). Em outubro, noticiamos que o governo planejava enviar a administrativa antes do final do mês. Agora, após uma semana trágica, com resultado decepcionante do PIB, queda da bolsa de valores e disparada sem controle do dólar, entrar no jogo das reformas pode ser fundamental para que o governo tome as rédeas da Economia. Ou não haverá comediantes suficientes para que Jair Bolsonaro consiga evitar questionamentos incômodos.