Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Promotora que apoiou Bolsonaro pede afastamento do caso Marielle

Equipe BR Político

A promotora de Justiça Carmen Eliza Bastos de Carvalho, que atuava na ação penal em que Ronnie Lessa e Élcio Queiroz são réus pela morte da ex-vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, pediu afastamento do caso após receber forte pressão política e críticas por ter feito campanha em redes sociais para o então candidato Jair Bolsonaro em 2018, informa o Ministério Público do Rio de Janeiro. “No entanto, em razão dos acontecimentos recentes, que avalia terem alcançado seu ambiente familiar e de trabalho, Carmen Eliza optou voluntariamente por não mais atuar no Caso Marielle Franco e Anderson Gomes”, diz nota da Procuradoria estadual.

O MP também informa que Carmen Eliza recebeu o apoio dos pais de Marielle, de Anderson e da viúva dele para permanecer à frente do processo penal em andamento no Tribunal de Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:

Marielle Franco