Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Promotoria fica com caso Alckmin

Equipe BR Político

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio, defende agora que o inquérito sobre doações recebidas por Geraldo Alckmin nas campanhas de 2010 e 2014 deve permanecer na Promotoria do Patrimônio Público da Capital, onde foi instaurado.

Smanio concluiu que eventual ato de improbidade cometido pelo ex-governador tucano naquelas ocasiões deve ser investigado pela Promotoria. Antes, citava lei que o “obrigava” a enviar o inquérito para a Procuradoria-Geral de Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:

Gianpaolo SmanioGeraldo Alckmin