Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mais propina na rodovia?

Luiza Pollo

O Ministério Público de São Paulo investiga obra da Dersa na Rodovia Carvalho Pinto, que custou ao todo R$ 1,48 bilhão e foi aditada 32 vezes, informa a Coluna do Estadão.

O inquérito tem base em delação da Andrade Gutierrez, é sigiloso e apura possível corrupção de agentes públicos. O vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Antonio Roque Citadini, e o ex-conselheiro Eduardo Bittencourt são alvo da investigação.