Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Protestos têm baixa adesão em rede social

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Ao menos nas redes sociais, os protestos contra o Congresso e em defesa de Jair Bolsonaro têm tido baixa adesão. Por exemplo, o evento criado pelo Nas Ruas, um dos movimentos que tem organizado o ato, têm apenas 2,4 mil confirmados e 3,4 mil interessados. O Movimento Avança Brasil tem 1,4 mil confirmados e 1,9 interessados.

Há vários eventos feitos no Facebook que não conseguem angariar nem mesmo mil presentes. O Política Online conseguiu 260 convidados confirmando presença e pouco mais de 500 interessados. Já o chamamento feito pela Frente Conservadora São Paulo para o ato na Avenida Paulista tem 139 confirmados e 174 interessados. Outros eventos, como o feito pela Política Luz Brasil não chega a 100 presentes, entre confirmados e interessados.

Como mostrou o BRPolítico, já há ministros pedindo para Bolsonaro pedir o cancelamento ou adiamento dos atos, justificando com um possível risco de epidemia de coronavírus. Seria um gesto de paz com Rodrigo Maia e o Parlamento, sinalizando uma “trégua” em prol das reformas. Além disso, eles já prevem um possível fiasco dos atos em termos de público justamente por causa do medo da proliferação do coronavírus.

Tudo o que sabemos sobre:

protestosJair Bolsonaro