Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PSB pede que PGR investigue pedido de Bolsonaro sobre hospitais de campanha

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A bancada do PSB na Câmara promete apresentar ainda neste domingo, 14, uma notícia-crime na Procuradoria-Geral da República contra o presidente Jair Bolsonaro por conta do pedido para que seus apoiadores “arranjem” um jeito de entrar nos hospitais de campanha para fazer imagens da ocupação dos leitos.

Foto: Reprodução/Facebook

O pedido de Bolsonaro foi feito na última quinta-feira, 11, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais. “Seria bom você fazer na ponta da linha. Tem hospital de campanha perto de você, hospital público, arranja uma maneira de entrar e filmar. Muita gente está fazendo isso e mais gente tem que fazer para mostrar se os leitos estão ocupados ou não, se os gastos são compatíveis ou não. Isso nos ajuda”, declarou o presidente.

Na avaliação do líder da bancada, deputado Alessandro Molon (RJ), Bolsonaro agiu de forma irresponsável e criminosa ao incitar apoiadores a invadir hospitais para atrapalhar o já árduo trabalho dos profissionais de saúde nesta pandemia. Na avaliação do parlamentar, a conduta de Bolsonaro se enquadra no art. 286 do Código Penal, ao cometer incitação ao crime, e também no art. 265, também do Código Penal, pelo induzimento à conduta de outras pessoas para atentar contra a segurança e o funcionamento de serviço de utilidade pública.

“Já que o PGR está investigando os que atentaram contra a saúde pública, nada mais coerente do que investigar quem estimulou essas ações criminosas. Bolsonaro deve responder por mais este crime, que coloca em risco os heroicos profissionais de saúde e os próprios pacientes. Ele não pode continuar causando a morte de brasileiros impunemente. Já passou de todos, todos os limites”, aponta Molon.

Mais cedo, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmou que “invadir hospitais é crime” assim como “estimular” esse tipo de atitude, como fez o presidente.

PGR

Há pouco, o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu às unidades do Ministério Público nos Estados que sejam investigadas as tentativas de invasão a hospitais durante a pandemia do novo coronavírus, segundo o Globo. A medida foi adotada após a fala do presidente.

Tudo o que sabemos sobre:

PSBJair BolsonaroPGRhospitais de campanha