Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PSL apresenta emenda pró-policiais em reforma

Equipe BR Político

Após acordo com a bancada da bala e líderes do Centrão, o PSL apresentou nesta quarta, 10, uma emenda ao texto da reforma da Previdência com regras de aposentadoria mais brandas a policiais federais, rodoviários federais e legislativos, o que desidrata o projeto do ministro Paulo Guedes. Pela proposta sugerida pelo partido, policiais homens poderão se aposentar aos 53 anos de idade, e policiais mulheres, aos 52 anos de idade. Nos dois casos, será preciso pagar um “pedágio” de 100% do tempo que falta para se aposentar.

A proposta agora apresentada pelo PSL já tinha sido oferecida à categoria pelo próprio presidente Bolsonaro, mas tinha sido recusada. Diante do fato de que poderiam ficar com as regras aprovadas na Comissão Especial, os policiais decidiram, agora, aceitar a oferta de uma idade menor, mesmo com a obrigação de trabalhar o dobro do tempo que falta para a aposentadoria. Eles defendiam um “pedágio” de 17%, o mesmo que está no projeto da reforma dos militares das Forças Armadas. A avaliação, dentro do PSL, é que a mudança é menos prejudicial ao texto da reforma da Previdência do que a emenda apresentada pelo Podemos, que simplesmente retira a exigência de idade mínima para policiais.

Tudo o que sabemos sobre:

PSLpoliciaisprevidênciaEmenda