Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Sob risco de punição, Eduardo manda Bozzella ‘ficar quieto’

Equipe BR Político

Depois de o presidente Jair Bolsonaro tentar implodir o PSL, apoiadores do bolsonarismo e do presidente da legenda, Luciano Bivar, se digladiam na rede. O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) mandou o colega Júnior Bozzella (PSL-SP) calar a boca. O filho do presidente, aspirante a embaixador do Brasil nos EUA, contestou o apoio de Bozzella a medidas punitivas contra os infiéis do partido. Para ele, Bozzella falou “merda”. “Se for para falar esse tipo de merda p/ imprensa pelo menos dê os nomes ou então fica quieto”, escreveu Eduardo no Twitter nesta manhã de quinta, 10.

Os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Júnior Bozzella (PSL-SP)

Os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Júnior Bozzella (PSL-SP). Fotos: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Segundo o site G1, Bozzella afirmou que “aqueles que atacarem o partido, obviamente, estarão sujeitos a algum tipo de punição. (…) O partido é sério, é uma instituição e tem regra. Então, aquele que descumprir e atacar a imagem da instituição, automaticamente sofrerá algum tipo de punição, com certeza”. O que está em jogo na disputa é o controle da sigla e dos fundos públicos, bem como a manutenção do mandato de quem porventura queira abandonar o abastado barco bivarista.

O desafeto de Eduardo respondeu à altura. “Ao contrário de você, eu sou Bolsonaro e PSL”, escreveu no Twitter, com a hashtag #pautalogoembaixada.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Júnior BozzellaEduardo BolsonaroPSL