Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PSOL aciona Justiça por afastamento imediato de Wajngarten

Equipe BR Político

O PSOL entrou nesta quinta-feira, 16, com um pedido na Justiça para o afastamento imediato do chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Fabio Wajngarten, e de seu Secretário Especial Adjunto, Samy Liberman.

A ação é assinada por Ivan Valente, líder da bancada do PSOL na Câmara, e Juliano Medeiros, presidente nacional do partido, e também pede a anulação de todos os atos assinados por Wajngarten à frente de Secom. O pedido vem um dia depois da Folha revelar que a empresa da qual Wajngarten era sócio e da qual se afastou ao ir trabalhar no governo mantém contratos e recebe verba de emissoras de TV e agências de publicidade que recebem recursos da própria secretaria.

“Protocolamos na Justiça do Distrito Federal uma ação exigindo imediata demissão de Fábio Wajngarten, que recebe dinheiro de emissoras e agências contratadas pelo governo Bolsonaro através da FW Comunicação e Marketing, da qual tem 95% das ações. Basta de corrupção!”, disse o líder do partido na Câmara, Ivan Valente, no Twitter.