Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PSOL e PSB apostam em mandatos coletivos

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O PSOL e o PSB vão lançar candidatos para a disputa municipal de novembro por meio de mandatos coletivos parlamentares. O formato, contestado em todos costados pelo arriscado discurso de negação da política, volta a ser testado pelo PSOL em São Bernardo do Campo (SP) com a Bancada Luta Coletiva, composta por cinco pessoas, entre elas a professora Sueli Alves, feminista e ativista desde 1990. “O grupo surge com o intuito de construir uma gestão horizontal e popular na cidade. A Bancada aposta em uma unidade política em defesa da juventude negra periférica, das mulheres, dos trabalhadores (as), da comunidade LGBTQI+, dos povos originários, das pessoas com deficiência e dos animais”, afirma a BLC.

Foto: Divulgação/PSOL

Já o PSB aposta no coletivo batizado de A Liga para a disputa na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. São seis nomes. “Nosso desejo é estimular o processo democrático para a busca de soluções. Acredito que um grupo que tem ações, vivências e conhecimento em diversas áreas pode contribuir com mais representatividade, colaborando para a transformação efetiva da nossa cidade”, afirma Pedro Gerolimich, o pré-candidato oficial da Liga.

 

Tudo o que sabemos sobre:

mandato coletivoPsolPSB