Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PT convoca ato contra Bolsonaro

Marcelo de Moraes

O comando nacional do PT decidiu convocar um ato público, para a próxima segunda-feira, em protesto às declarações feitas por Jair Bolsonaro contra Fernando Santa Cruz, desaparecido durante a ditadura militar e pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. Em nota, o partido diz que “a escalada autoritária do governo de extrema-direita tem de ser detida pelas forças populares e democráticas. A sociedade brasileira, em sua mais ampla maioria, não aceitará novamente a ditadura que Bolsonaro e suas milícias querem impor ao País”. E a nota, assinada pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, cita que “o Brasil repudia o revanchismo bárbaro de quem até hoje não reconheceu a vitória da democracia no processo histórico. Não aceitamos que as mesmas vozes que ordenavam a morte nos porões da tortura venham conspurcar a memória de quem lutou pela liberdade com o sacrifício da própria vida”.

Na nota, o PT afirma sua solidariedade “à família de Fernando Santa Cruz, vítima há 45 anos do mais cruel das angústias: a de saber da morte de um ente querido sem poder ver-lhe o corpo, convivendo com luto sem fim da incerteza”. Como era previsível, o partido de oposição aproveita a nota para baixar a lenha no presidente: “Bolsonaro e suas milícias agridem sistematicamente as pessoas e a cidadania, a memória e a história, as leis e a democracia, o direito e a justiça. São incapazes de conviver com a diferença, a liberdade, com os fundamentos básicos da civilização. Envenenam de ódio a alma do País”. /M.M.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

ditadura militarFelipe Santa CruzPT