Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PT quer que STF barre decreto de Bolsonaro

Equipe BR Político

O PT deverá entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no STF contra o decreto assinado nesta terça-feira, 15, pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibilizou as regras para a posse de armas de fogo. Segundo o líder da sigla na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta, o PT também articulará um Decreto Legislativo para “sustar os efeitos” da medida do governo, da mesma forma que planeja fazer o PSOL.

“O PT é frontalmente contrário a esse decreto. Vamos ao Judiciário para entrar com uma Adin. Também vamos propor um Decreto Legislativo porque acreditamos que a medida extrapola os limites da competência do Executivo, estipulados pela lei. O decreto das armas invade a competência do Poder Legislativo”, disse Pimenta.