Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PT tenta recuperar hegemonia no ‘cinturão vermelho’ em São Paulo

Equipe BR Político

Um dos principais focos do PT para a eleição municipal do próximo ano será tentar reconquistar a Prefeitura de São Paulo e as principais cidades de sua região metropolitana. Reportagem do Valor, assinada por Cristiane Agostine e Malu Delgado, mostra que a ideia do PT é tentar recuperar uma região na qual teve grande hegemonia e que acabou ficando conhecida como “cinturão vermelho” justamente pela força petista entre seus eleitores.

Na última disputa municipal, em 2016, o PT pagou uma alta conta política por conta do desgaste provocado pelo impeachment da então presidente Dilma Rousseff. O petismo sofreu duríssimas derrotas por todo o Brasil, perdendo, inclusive, o controle de São Paulo, quando Fernando Haddad não conquistou a reeleição, sendo batido pelo tucano João Doria.

Segunda a reportagem do Valor, a tática petista será a de relançar ex-prefeitos ou parlamentares de peso para tentar refazer o cinturão vermelho. Em São Bernardo, o ex-prefeito e ex-ministro Luiz Marinho deve ser o candidato. Em Diadema, José de Filippi Júnior, também ex-prefeito, deve ser a opção. Emídio Souza deve concorrer em Osasco, onde já comandou a administração local. Já em Guarulhos, a definição deve ficar entre o ex-prefeito Elói Pietá e o deputado federal Alencar Santana.

Em São Paulo, o plano ideal seria montar uma chapa com os ex-prefeitos Fernando Haddad e/ou Marta Suplicy, mas a situação é complicada. No caso da ex-senadora, a negociação é mais complexa já que ela deixou o PT num processo desgastante. Haddad também não tem desejo de concorrer à capital paulista depois de ter disputado uma eleição presidencial.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

PTeleições em São Paulo