Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PT vai acionar a Justiça contra Covas por ‘mentir sobre rombo de R$ 7 bi’

Alexandra Martins

Exclusivo para assinantes

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto, informou ao BRP que o partido vai entrar na Justiça nos próximos dias contra o prefeito Bruno Covas (PSDB) por ele ter dito, em debate na TV Bandeirantes na semana passada, que a gestão de Fernando Haddad deixou um rombo nas contas municipais de R$ 7 bilhões. De acordo com Tatto, o ex-prefeito deixou em caixa R$ 5,340 bilhões, segundo aponta relatório do Tribunal de Contas do Município.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas Foto: Divulgação/Prefeitura de SP

“Fake news, mentiroso, o prefeito está mentindo para a população. As finanças do município de São Paulo, no término no governo nosso, ganhou prêmios internacionais, tanto é que a partir da renegociação da dívida e dinheiro deixado em caixa a prefeitura pôde buscar financiamentos. Então é totalmente o contrário”, afirmou o candidato petista.

Ao BRP, a assessoria do tucano rebateu a afirmação de Tatto e disse que o orçamento deixado pela gestão de Haddad para 2017 era “irrealista e maquiado”. “Exagerava as receitas em R$ 5 bilhões e subestimava as despesas em R$ 2,5 bilhões. Ou seja, tinha um buraco de mais de R$ 7 bilhões”, afirmou. “A quase totalidade dos recursos deixados em caixa no fim do exercício de 2016 estavam comprometidos com pagamentos de curto prazo. Eram insuficientes, portanto, para cobrir o rombo decorrente do descasamento entre receitas superestimadas e despesas subestimadas expressas no orçamento legado pela gestão petista.”

Tudo o que sabemos sobre:

Jilmar TattoromboBruno Covas