Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Queda de braço pela F-1

Equipe BR Político

A disputa Rio-São Paulo sobre quem vai sediar a Fórmula 1 a partir de 2021 parece estar longe de terminar. Depois de o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmar que Deodoro, bairro planejado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pelo governador Wilson Witzel (PSC) para receber a corrida, é inadequado para o evento. Ele alegou que “não tem estrada para chegar lá” e que o acesso ao local só pode ser feito a cavalo ou via helicóptero ou drone. Witzel não deixou por menos e rebateu a crítica do tucano.

“Por isso, o Rio de Janeiro elegeu Wilson Witzel governador. Vai ter autódromo, estrada, heliponto e policial bem pago”,disse. Até o vice-governador do Rio, Cláudio Castro, entrou na briga, segundo o Globo.”O governador Doria não tem vindo muito ao Rio. Parece que ele nunca passou pela Transolímpica (via expressa, inaugurada em 2016, que corta Deodoro). Ele precisa se informar melhor”, disse.