Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Tributo mortal na popularidade do governo’

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Com sucessivas pesquisas apontando quedas cada vez mais acentuadas na popularidade, Jair Bolsonaro pode afundar de vez o indicativo caso confirme a intenção de sua equipe econômica de trazer de volta e de forma turbinada a impopular CPMF. Até mesmo aliados do presidente, como deputado Paulo Martins (PSC-PR), avisam que a decisão pode ser o prego que falta no caixão da combalida popularidade presidencial. “É uma insanidade que tributaria de forma mortal a popularidade do governo”, disse.

Jair Bolsonaro, presidente da República

Foto: Fábio Motta/Estadão

Levantamento do Datafolha do último dia 2 de setembro mostra que 38% da população já reprovam o governo Bolsonaro. Além disso, tudo indica que a CPMF não seria aprovada no Congresso. O próprio presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avisa repetidas vezes que a proposta não teria apoio dos parlamentares.

Tudo o que sabemos sobre:

CPMFpopularidadeJair Bolsonaro