Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Queiroz deixa presídio no Rio para cumprir prisão domiciliar

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) Fabrício Queiroz deixou na noite da sexta-feira, 10, o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu (zona oeste do Rio), informou em nota a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro. Queiroz e sua mulher, Márcia Aguiar, que é considerada foragida, ganharam o direito de ir para prisão domiciliar em uma decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha. 

Fabrício Queiroz deixou o presídio

Fabrício Queiroz deixou o presídio Foto: Alexandre Brum/Estadão

Segundo a Seap, ele saiu do presídio usando tornozeleira eletrônica e Márcia deve comparecer à Coordenação de Patronato Magarinos Torres, da própria pasta, para que seja instalada sua tornozeleira. A defesa de Queiroz afirmou que ele se encontrava em estado de saúde frágil e reforçou o contexto da pandemia. 

Queiroz está preso e sua mulher foragida desde o dia 18 de junho. Os dois são acusados de obstruir investigações sobre o esquema de “rachadinhas” no gabinete de Flávio Bolsonaro, em que o ex-assessor teria papel fundamental. Ele foi encontrado na casa do então advogado de Flávio Frederick Wassef, que até então dizia não saber do paradeiro de Queiroz. Entre provas colhidas no fim de 2019 pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, estão mensagens de Márcia com indícios de que Wassef controlava os passos dos dois.