Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Quem deveria pagar a conta, segundo ex-Goldman Sachs

Equipe BR Político

Defensor da prática da paridade internacional do preço do combustível aplicada pela Petrobrás, o ex-presidente do Goldman Sachs no Brasil Paulo Leme disse ao Estadão que é “questionável” a decisão do governo de fazer os contribuintes pagarem, com impostos, parte do diesel que será vendida de forma subsidiada.

“Em geral, (quem deve pagar a conta) deve ser o usuário daquele bem cujo preço subiu. Houve alta do preço de um bem no mercado internacional, o petróleo. Não foi escolha da Petrobrás nem do Brasil. Fica um debate também da incidência do que é justo para pagar esse imposto”, declarou.

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo LemePetrobras