Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Questionado, Trump diz que Brasil está ‘com grande problema’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Atropelado pelo avanço radical do coronavírus em seu país, o presidente Donald Trump foi questionado ontem, no final de uma coletiva de duas horas na Casa Branca, sobre a conversa telefônica que teve com o presidente Jair Bolsonaro. O republicano respondeu que “ele (Bolsonaro) é um grande cara, está trabalhando duro. Ele está com um problema com o vírus, um grande problema. Falamos sobre isso hoje. O Brasil está paralisado, você sabe? Eles não iam paralisar, mas precisaram. O Brasil está paralisado. O mundo está paralisado”. Bolsonaro, por sua vez, não deu muitos detalhes sobre a conversa. O país do aliado recomendou que seus cidadãos retornem do Brasil o quanto antes ao EUA.

O atropelo se dá pelas projeções dramáticas sobre a expansão da covid-19 nos EUA divulgadas no início da semana enquanto Trump adotava discurso negacionista, mas desde que o republicano soube que o vírus pode matar entre 100 mil e 240 mil, adotou o caminho da cautela, especialmente a sete meses meses da eleição. Segundo a ONU, a pandemia é a pior crise mundial desde a Segunda Guerra Mundial. Ontem à noite, Trump indicou haver possibilidade de tomar a drástica medida de restringir voos domésticos dentro do país. “Restringir todo e qualquer voo de todas as companhias aéreas é uma decisão muito, muito, muito dura, mas estamos pensando sobre as rotas quentes (com mais contaminados) e informaremos em breve”, disse. O maior “hot spot” dos EUA hoje é Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:

Donald TrumpJair Bolsonaro