Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Radicalismo brasileiro nas alturas

Equipe BR Político

O Brasil figura no topo da lista de um ranking nada agradável: do radicalismo político. A manchete do Estadão deste domingo traz um levantamento feito pelo Instituto Ipsos em 27 países e mostrou que 32% dos brasileiros dizem que não vale a pena conversar com pessoas que tenham visões políticas diferentes das suas. A média dos 27 países ficou em 24%. Nossa terra tupiniquim ficou atrás apenas da Índia (35%) e África do Sul (33%). Foram entrevistadas 19,7 mil pessoas entre 16 e 64 anos nos países em que o instituto atua. Cerca de mil brasileiros participaram da pesquisa, todos de centros urbanos e com salário e nível educacional superior à média nacional.

Tudo o que sabemos sobre:

radicalismo