Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Radicalização de Bolsonaro surpreende aliados

Vera Magalhães

A radicalização do discurso de Jair Bolsonaro nas últimas semanas surpreendeu inclusive aliados mais próximos, informa a Folha nesta terça-feira. O jornal colheu de auxiliares a avaliação de que uma das razões da escalada retórica do presidente seria o inconformismo com a crítica de setores da imprensa aos seus filhos, como nos episódios da indicação de Eduardo Bolsonaro para a embaixada em Washington.

Já a agenda populista, com eventos como a ida a estádios de futebol e aparições no Nordeste com direito a chapéu-coco, seria uma estratégia da Secretaria de Comunicação da Presidência, comandada por Fabio Wajngarten. Nos bastidores, aliados também apontam que a aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência fez com que o presidente se sentisse “liberado” para dar vazão às próprias opiniões, sem que isso pudesse implicar em dificuldades no Congresso. A avaliação só omite o fato de que ainda há a votação em um turno na Câmara, toda a tramitação no Senado, uma pesada agenda econômica pela frente e a própria votação do nome de Eduardo Bolsonaro no Senado. / V.M.