Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Randolfe apresenta representação contra Bolsonaro na PGR

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O líder da minoria no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou nesta segunda-feira, 20, uma representação contra o presidente Jair Bolsonaro à Procuradoria-Geral da República (PGR) pela sua participação em ato que pedia o fim do isolamento social, intervenção militar e fechamento do Congresso e STF no domingo. O senador baseia a acusação no artigo 268 do Código Penal, o qual versa sobre “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”. O deputado anunciou a representação nas redes sociais.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Apesar de em seu discurso Bolsonaro não ter mencionado as pautas antidemocráticas, a participação do presidente em ato que as defendia gerou animosidade na classe política e membros do Judiciário, que rechaçaram a atitude. Na noite do domingo, o procurador-geral da República, Augusto Aras, publicou uma nota em que diz que é preciso atentar para polarizações “que enfraquecem nossa democracia participativa”.

Na manhã desta segunda, Bolsonaro se defendeu das críticas e fez um discurso a favor das instituições democráticas na frente do Palácio da Alvorada, mas continuou criticando Estados que aplicam medidas mais duras de isolamento e disse esperar que esta seja a última semana da quarentena.

Tudo o que sabemos sobre:

Randolfe RodriguesJair BolsonaroPGRato