Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Randolfe pede para Flávio prestar esclarecimentos em comissão do Senado

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou neste sábado, 12, requerimento de convite no Senado para que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) compareça à Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência para prestar esclarecimentos sobre os relatórios produzidos pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para auxiliar a defesa do parlamentar, filho do presidente da República, no caso das rachadinhas na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

A revista Época revelou a existência de dois relatórios da Abin sugerindo elementos para anular a investigação contra Flávio. Nos documentos, aponta a reportagem, a agência detalha o funcionamento de suposta organização criminosa na Receita Federal que, segundo a defesa de Flávio, teria feito uma devassa nos dados fiscais do senador. Em um dos documentos, a finalidade descrita é ‘Defender FB no caso Alerj’. Entre as sugestões listadas pela inteligência estão a demissão de servidores do Fisco e da Controladoria-Geral da União (CGU), órgão responsável pela fiscalização da administração pública. De acordo com a Época, os relatórios foram enviados em setembro, por WhatsApp, a Flávio, que os repassou aos seus advogados.

Em novembro, após pouco mais de dois anos de investigação, Flávio foi denunciado pelo Ministério Público do Rio, ao lado de outras 16 pessoas, por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Cabe agora à Justiça decidir se aceita a denúncia e torna o grupo réu em um eventual processo criminal. Desde que passou a correr em segundo grau, depois que o Tribunal de Justiça do Rio decidiu que o senador tem direito ao foro privilegiado, o caso corre sob relatoria do desembargador Milton Fernandes de Souza. O Supremo Tribunal Federal (STF) ainda pode devolver o inquérito para primeira instância: os ministros vão decidir em uma ação apresentada pela Rede Sustentabilidade.