Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Receita de Estados pode cair pela metade na pandemia

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Comitê de Secretários de Fazenda dos Estados (Comsefaz) estima que a perda de receitas próprias dos entes federais pode chegar a 50% no atual contexto da pandemia do coronavírus, informa o Estadão. Sob risco de atrasar salários e pagamentos a fornecedores, o Estados pressionam por um repasse maior que os R$ 16 bilhões anunciados até agora pelo presidente Jair Bolsonaro. ‘Há estimativas que já mostram a necessidade do dobro disso”, afirma o presidente do Comsefaz e secretário de Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles. As principais perdas são no ICMS e na receita com royalties de petróleo, commodity cujo preço no mercado internacional desabou na esteira da queda da demanda e de disputas entre países produtores em meio à pandemia da covid-19.

Minas Gerais, por exemplo, parcela salários desde 2016, e 18% dos seus servidores ainda não receberam o 13.º salário de 2019. O Estado já teria um rombo de R$ 13,3 bilhões este ano, mas o buraco pode chegar a R$ 20,8 bilhões. O Rio de Janeiro prevê um tombo de ao menos R$ 15,7 bilhões nas receitas próprias do Estado – um desfalque equivalente a um terço da arrecadação anual do governo fluminense.

Tudo o que sabemos sobre:

Estadospandemia