Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Redução histórica de congressistas eleitos, diz Diap

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Dos 69 congressistas candidatos nestas eleições, somente quatro deputados federais foram eleitos em primeiro turno. 15 vão disputar segundo turno sendo somente um senador que disputa a prefeitura de Goiânia (GO), Vanderlan Cardoso (PSD). E 50 não lograram êxito nas urnas em 2020, registra o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

Plenário da Câmara

Plenário da Câmara do Deputados Foto: Wilton Junior/Estadão

Segundo a instituição, se considerar a soma das candidaturas e dos candidatos eleitos comparada à das últimas eleições, o pleito deste ano pode ser considerado o de maior queda no desempenho dos parlamentares na esfera municipal.

Mesmo considerando os que ainda concorrem ao comando dos Executivos locais, o número de parlamentares eleitos pode chegar a no máximo 18 nas eleições de 2020, igualando 2008, o pior desempenho das últimas oito eleições desde a redemocratização. Isso porque em Recife o segundo turno será disputado entre dois deputados – João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT), registra o Estadão.

De 1992 para cá, a média foi de 26 congressistas vencedores. Um deputado ou um senador não perde o mandato quando concorre na eleição municipal. Caso ganhe a disputa, um suplente é chamado para ocupar o mandato na Câmara ou no Senado. É preciso considerar que neste ano também houve o menor número de parlamentares candidatos na série histórica.

Tudo o que sabemos sobre:

eleiçãocongressistasparlamentaresDiap