Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Reduções salariais precisam passar pelos sindicatos, decide Lewandowski

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Por determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, os acordos de redução de salário e jornada de funcionários de empresas privadas apenas terão validade após a manifestação de sindicatos. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira, 6.

“Tudo indica que a celebração de acordos individuais ‘de redução da jornada de trabalho e redução de salário ou de suspensão temporária de trabalho’, cogitados na medida provisória, sem a participação dos sindicatos de trabalhadores na negociação, parece ir de encontro ao disposto na Constituição”, escreveu o ministro, que submeteu a decisão a referendo do plenário do STF. Se os sindicatos não se manifestarem, fica valendo o acordo entre patrão e empregado.

A decisão de Lewandowski foi tomada no âmbito de uma ação movida pela Rede Sustentabilidade, que acionou o Supremo para suspender regras que autorizam a redução salarial e a suspensão de contratos de trabalho mediante acordo individual, informou o Broadcast Político.

Tudo o que sabemos sobre:

Ricardo LewandowskiSTFreduçãosindicatos