Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Refis do Funrural de volta à mesa de negociação

Equipe BR Político

Promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro, mas considerado casca de banana pelo risco de crime de responsabilidade fiscal no atual momento de carestia econômica, o Refis para renegociar dívidas do Funrural voltou à mesa de negociações de um Ministério da Economia pressionado pela bancada ruralista, informa o Valor. Segundo o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Alceu Moreira (MDB-RS), a pasta já tem uma proposta “praticamente concluída” de renegociação de dívidas de produtores rurais, hoje na casa de R$ 11 bilhões.

O governo teria de compensar o perdão das dívidas com uma fonte de receita anualmente. Como mostra o Estadão nesta terça, 17, o crescimento das chamadas despesas obrigatórias, aquelas que o governo não pode deixar de pagar, vai superar o avanço do teto de gastos até 2020. A explosão dessas despesas, que incluem os salários dos servidores e aposentadorias, comprime o espaço para os outros tipos de gastos.

Tudo o que sabemos sobre:

funruralRefisministério da Economia