Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Reforço na segurança de Fachin

Luiza Pollo

O Supremo Tribunal Federal abriu a licitação para reforçar a segurança do ministro Edson Fachin. Como informa o Jota, sete profissionais farão escolta na residência de Fachin em Curitiba. O ministro e sua família, que mora na capital paranaense, receberam ameaças em março.

A corte prevê um gasto de R$ 1,6 milhão em 30 meses. Ainda de acordo com a reportagem, a equipe fará segurança 24 horas e estará armada com pistolas calibre 380.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Edson FachinSTF