Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Reforma administrativa no ‘escanteio’

Equipe BR Político

Parece que a reforma administrativa foi mesmo jogada para escanteio. Depois de a entrega do texto do governo ao Congresso ser adiada em mais de uma ocasião, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), afirmou nesta terça-feira, 19, que a reestruturação RH da União pode ficar para o ano que vem. “Mas não tem nenhuma decisão tomada sobre isso”.

Segundo ele, o presidente Jair Bolsonaro pediu para avaliar “todos os pontos da reforma”. “Acredito que devemos ter nos próximos dias a matéria completa, reavaliada, avaliada, para se definir a data de encaminhamento”, disse.

O senador disse que “o que está pegando” para travar a reforma administrativa é que há muitos assuntos para serem deliberados no Congresso Nacional. “Está se fazendo uma avaliação de natureza mais política. O presidente está ouvindo, sobretudo, suas lideranças no Congresso Nacional sobre a oportunidade de envio da reforma administrativa ainda neste ano”, declarou.

Como você leu no BRP, o atraso em enviar a reforma é consequência da polarização que se acentuou com a liberdade de Lula, já que a pauta liberal do ministro da Economia, Paulo Guedes, é um dos pontos mais criticados pela oposição.