Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

“Reforma não pode passar a toque de caixa”

Equipe BR Político

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), ainda aguarda uma chance de conversar pessoalmente com o presidente Jair Bolsonaro. Mas já adianta que não apoiará uma reforma da Previdência aprovada “a toque de caixa” com os “erros” do projeto do ex-presidente Michel Temer

Câmara elogia “a previsibilidade” do discurso do ministro da Economia, Paulo Guedes. Apesar de revelar pensamento econômico mais alinhado à esquerda. Diz, por exemplo, em entrevista ao Valor, que não vai privatizar nenhuma das estatais do Estado por serem “estratégicas”.