Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Reino Unido aprova uso emergencial de vacina da Oxford/AstraZeneca

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Reino Unido autorizou o uso emergencial da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. É o primeiro país do mundo a aprovar o imunizante, que foi aprovado pela agência regulatória britânica (MHRA) nesta quarta-feira, 30. A MHRA aprovou o regime de aplicação de duas doses completas, com intervalo de 1 a 3 meses. A vacinação deve começar na próxima semana. Os britânicos já estão sendo vacinados com outra vacina, a da Pfizer.

O imunizante de Oxford/AstraZeneca era bastante esperado por ser mais barato e de mais fácil distribuição. Suas doses podem ser conservadas em freezers convencionais, sem a necessidade de preservação a -70 graus Celsius, como exigido pelo produto da farmacêutica americana.

A vacina de Oxford é ainda a grande aposta do governo brasileiro, que investiu R$ 1,9 bilhão para viabilizar a compra, processamento e distribuição de 100 milhões de doses do imunizante. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que começará a produzir a vacina no País em janeiro, deve pedir o registro à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na próxima semana.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

vacinaOxfordAstraZenecacovidReino Unido