Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Reitor catarinense entra no radar para Ministério da Educação

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

O nome do reitor da Universidade Oeste de Santa Catarina, Aristides Cimadon, passou a ser discutido no governo como opção para o Ministério da Educação. Ele teve seu nome sugerido ao presidente Jair Bolsonaro pela bancada de parlamentares de Santa Catarina depois do fracasso nas indicações de Carlos Alberto Decotelli e Renato Feder.

O reitor da Universidade Oeste de Santa Catarina, Aristides Cimadon

O reitor da Universidade Oeste de Santa Catarina, Aristides Cimadon Foto: Unoesc

O deputado federal Celso Maldaner (MDB-SC), por exemplo já declarou apoio abertamente a Cimadon para o cargo.

“Declaro o meu, e peço através do Fórum Parlamentar Catarinense, o apoio dos colegas à indicação do Professor Aristides Cimadon, Reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina e presidente da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (ACAFE) na gestão 2014/2016, para a composição do cargo de Ministro da Educação”, escreveu Maldaner nas suas redes sociais.

“O seu curriculum é dado pelo excelente e contínuo trabalho desenvolvido em prol do reposicionamento e fortalecimento da Educação em âmbito estadual e nacional e de suas incontáveis contribuições para o desenvolvimento e consolidação da Educação Básica e Superior de qualidade”, acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:

MECeducaçãoAristides Cimadon