Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Rejeitados destaques do PT e PSOL na Câmara

Equipe BR Político

Os destaques apresentados pelo PT e PSOL na votação da reforma da Previdência em segundo turno na Câmara foram rejeitados nesta tarde de quarta, 7. O petista buscava suprimir os requisitos previstos em lei para a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Um dos principais requisitos é o de renda per capita familiar de 1/4 do salário mínimo.

O do PSOL tratava do abono salarial. O partido repetiu um destaque apresentado no primeiro turno, que busca suprimir do texto as mudanças no pagamento do abono salarial. Atualmente, o benefício é pago aos trabalhadores que recebem até dois salários mínimos – ou R$ 1.996,00 neste ano. Mas, pelo texto-base da reforma da Previdência aprovado, o abono do PIS/Pasep passará a ser pago apenas aos trabalhadores com rendimento de até R$ 1.364,43. Se o destaque fosse aprovado, o impacto seria de R$ 76,4 bilhões em dez anos. Acompanhe aqui a votação.

Tudo o que sabemos sobre:

PTPsolcâmaraprevidência