Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Relator do Orçamento diz ter sido ‘autorizado’ a criar novo benefício

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Após o “chilique” de Jair Bolsonaro, parece que a ideia do Renda Brasil ganhará uma sobrevida. O relator da Lei Orçamentária Anual (LOA), senador Márcio Bittar (MDB-AC), que esteve com o presidente da República nesta quarta-feira, 16, disse que foi autorizado a incluir no orçamento a criação de um novo benefício social.

“Tomei café da manhã com o presidente da República. Agora, antes do almoço conversamos mais um pouco, e eu fui solicitar ao presidente, se ele me autorizava a colocar dentro do Orçamento a criação de um programa social que possa atender milhões de brasileiros que foram identificados ao longo da pandemia e que estavam fora de qualquer programa social. O presidente me autorizou”, disse Bittar aos jornalistas presentes.

Apesar da autorização, Bittar afirmou ainda não saber de onde virá o dinheiro para financiar a medida. “”Não adianta agora a gente especular do que vai tirar, de onde que vai cortar, mas estou autorizado pelo presidente, ele me deu sinal verde. E, a partir de agora, vou conversar com os líderes do governo no Senado e na Câmara, conversar com a equipe econômica”, disse.

Na última terça-feira, Bolsonaro postou um vídeo desautorizando que membros da sua equipe voltassem a falar no Renda Brasil. O presidente se irritou com a notícia de que estava sendo estudado a possibilidade de congelar aumentos nas aposentadorias por dois anos para custear o programa de transferência de renda.

Tudo o que sabemos sobre:

Márcio Bittarrenda BrasilJair Bolsonaro