Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Relatora entra com representação contra Hans River

Gustavo Zucchi

A relatora da CPMI das fake news, deputada Lídice da Mata (PSB-BA), entrou com uma representação no Ministério Público Federal contra Hans River, ex-funcionário de uma empresa de tecnologia que teria efetuado disparos de mensagens em massa nas últimas eleições. Lídice alega que o depoimento de River à CPMI, dado na última terça-feira, 11, contou com informações que posteriormente se mostraram inverídicas, como os ataques e insinuações contra a jornalista Patrícia Campos Mello.

Hans River durante a CPMI das Fake News

Hans River durante a CPMI das Fake News Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

Além disso, Lídice aponta vários trechos do depoimento como suspeitos. River, por exemplo, disse que trabalhou para a campanha do vereador de São Paulo, Police Neto, em 2018, ano em que o político não foi candidato. A deputada lembra que é crime mentir em depoimento à CPI.