Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Relatório sobre ‘caixa-preta’ do BNDES custou R$ 6 mi por página

Equipe BR Político

O governo ainda vai precisar explicar o gasto de R$ 48 milhões feito pelo BNDES para uma auditoria em operações externas com as empresas JBS, Grupo Eldorado e Bertim para “abrir a caixa-preta” da estatal. Após a investigação, um relatório de oito páginas foi produzido. Segundo ele, não houve irregularidades nos contratos.

Em uma conta rápida, é possível calcular que cada página do relatório custou a bagatela de R$ 6 milhões. Se cada uma delas tiver aproximadamente 2.000 caracteres, em média, temos um custo R$ 3.000,00 por letra de um relatório que não encontrou nada para denunciar.

O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (MP-TCU) ingressou nesta sexta-feira, 24, com uma representação pedindo que a corte de contas verifique a regularidade da operação. Com a diligência do TCU em curso, o alvo agora deixa de ser as operações da JBS e própria diretoria do banco passa a ser cobrada a dar explicações sobre o gasto milionário.

Tudo o que sabemos sobre:

bndescaixa pretaauditoriarelatóriocusto