Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Renan pede afastamento de Dallagnol

Equipe BR Político

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) colocou mais combustível no processo que move contra o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da Operação Lava Jato em Curitiba: um pedido de afastamento do procurador do MPF. Na última terça-feira, 6, após o site do El País revelar que o procurador supostamente planejou buscar na Suíça provas contra o ministro do STF Gilmar Mendes, o senador defendeu, nas redes sociais, “o afastamento de vez” de Deltan. Em março, Renan protocolou a reclamação disciplinar alegando que o chefe da Lava Jato, após ter tentado intervir na sua reeleição, influenciou na disputa pela presidência do Senado. Segundo ele, Deltan fez comentários em redes sociais que o prejudicaram e deixaram um claro viés eleitoral.

O novo pedido foi feito ao Conselho Nacional do Ministério Público, que analisará a solicitação na próxima terça-feira, 13. Para o senador, Deltan age como “ativista do cotidiano político”. A assessoria da Lava Jato não quis se manifestar, de acordo com a Coluna do Estadão. Renan é um dos investigados na Operação. Ele também é alvo de outras investigações no STF.