Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Renan quer adiar ‘mutirão’ para votar indicações de embaixadores

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Renan Calheiros (MDB-AL) que reclamou no último sábado da visita do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, ao Brasil, quer uma resposta do Senado ao que ele considera uma interferência dos EUA na América Latina. Mais do que isso, quer deixar claro ao Itamaraty que o Congresso não compactua com a atual política externa brasileira. Para tanto, Calheiros propõe que o “mutirão” que será feito nesta semana para aprovar uma boa quantidade de embaixadores indicados pelo governo seja adiado.

“Devemos deixar votação de embaixador para depois e reposicionar o Itamaraty”, disse o senador.  Calheiros cita a carta de apoio assinada por ex-chanceleres, que se colocaram ao lado de Rodrigo Maia nas críticas ao encontro entre Pompeo e o ministro Ernesto Araújo. Em especial por faltar cerca de 45 dias para as eleições americanas. “Nossa política externa não vai bem. A soberania e defesa nacional estão em risco. Os chanceleres clamam para que o Senado exerça seu papel e vele pelo art.4 da Constituição Federal.”

Tudo o que sabemos sobre:

Renan Calheirossenado