Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

‘Representante’ de Lula

Equipe BR Político

“O PT trocou seu registro no TSE, mas Fernando Haddad não saiu de Curitiba como candidato autônomo. Lula unge o afilhado no 12º parágrafo da carta lida à militância do partido, autorizando sua substituição na corrida presidencial. Algumas frases à frente, acrescenta: “ele será o meu representante”, escreveu Bruno Boghossian na Folha.

Nos próximos 25 dias que antecedem a eleição, Fernando Haddad, agora, oficialmente candidato do PT, ainda terá de existir na campanha como o “representante” de Lula. O ex-prefeito precisa abrir mão de sua autonomia e manter o vínculo com Lula para absorver os votos do ex-presidente, analisa.