Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Reunião de Pazuello com PT ativa alterações de portaria do aborto

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Na reunião fechada realizada ontem entre senadores do PT e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, os parlamentares pediram que a portaria publicada pelo governo em agosto sobre aborto seja modificada sem a parte que prevê as obrigações de médicos informarem à mulher a possibilidade de ver o feto em ultrassonografia e de profissionais de saúde avisarem à polícia quando houver atendimento de pacientes para procedimento abortivo previsto em lei. De acordo com o autor do convite, senador Rogério Carvalho (PT-SE), ficou “decidido” que as vítimas de estupro serão preservadas ao “máximo”.

O general Pazuello tomou posse como ministro da Saúde nesta quarta-feira, 16 Foto: Gabriela Biló

“Ficou decidido que nós devemos preservar o máximo possível as vítimas de estupro. Nenhuma ação que possa aumentar a sua exposição deve constar no texto da portaria. Ficou também decidido que o ministro encaminhará as deliberações dos entendimentos com a bancada dos deputados para que nós senadores apresentemos nossas contribuições para garantir que seja mais fácil identificar os estupradores, os agressores, sem que com isso aumente a exposição das vítimas de estupro”, afirmou o senador,  líder do PT na Casa.