Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Ricardo Barros defende PEC dos municípios: ‘Mais Brasil, menos Brasília’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Apesar da posição contrária da equipe econômica, o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), se manifestou favorável à aprovação da chamada PEC dos municípios. A proposta aumenta em 1% os repasses da União para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e assustou o governo após ser incluída de surpresa na pauta da sessão de ontem pelo presidente da Casa Legislativa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“Não é o melhor momento, mas está no DNA liberal do governo”, escreveu Barros em seu Twitter. Nas contas do parlamentar, o impacto da aprovação da PEC será de R$ 700 milhões para o governo. A equipe econômica estimou perda de R$ 1 bilhão em 2021. “Mais Brasil e Menos Brasília. Este é o lema do Presidente Bolsonaro. A votação da PEC que da 1% a mais de FPM aos municípios impactará o orçamento 2021 em RS 700 milhões.”

Na sessão da última segunda-feira, governistas, assustados com o impacto nas contas do governo, se mobilizaram para fazer obstrução e tentar tirar a PEC da pauta. A proposta tem forte apelo entre os parlamentares, já que agrada prefeitos pelo Brasil e, se votada, deverá ser aprovada. A mensagem de Barros significa uma mudança na estratégia do governo, apoiando o texto e tentando não criar um mal-estar entre Jair Bolsonaro e os prefeitos.