Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Risco de greve dos caminhoneiros é afastada

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Apesar do clã Bolsonaro estar compartilhando nas redes mensagens de caminhoneiros insatisfeitos com a quarentena, o risco de uma greve da categoria, por enquanto, está afastado. A decisão do Ministério da Agricultura, de classificar restaurantes, borracharias e outros postos de atendimento nas estradas como serviços essenciais arrefeceram os ânimos. Nos últimos dias, mensagens de caminhoneiros nas redes sociais faziam ameaças de uma paralisação já que estaria tendo condições de trabalho. Isso poderia provocar um desabastecimento no meio da crise do coronavírus. “A possibilidade de greve foi realmente aventada na semana passada nas redes sociais, mas com o reposicionamento do governo federal, muitos governadores e prefeitos também se reposicionaram”, disse  o assessor executivo da Associação Nacional dos Caminhoneiros Boiadeiros, Alcides Viana.

Decisão do Ministério da Agricultura, de classificar restaurantes, borracharias e postos nas estradas como serviços essenciais arrefeceram ânimos

Decisão do Ministério da Agricultura, de classificar restaurantes, borracharias e postos nas estradas como serviços essenciais arrefeceram ânimos Foto: Sérgio Castro/ Estadão