Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Risco zero’ de cancelar viagem, diz ministro

Equipe BR Político

A poucos dias de embarcar para Nova York, onde participa da Assembleia-Geral da ONU, o presidente Jair Bolsonaro esteve nesta quarta-feira, 18, com o chanceler Ernesto Araújo e com o filho deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no Palácio da Alvorada. No final do mês passado, os dois se reuniram do o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em Washington. O chanceler, inclusive, chegou a jantar com o ex-estrategista de Trump Steve Bannon, com quem discutiu o discurso que Bolsonaro fará na assembleia.

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, em Brasília

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Foto: Adriano Machado/Reuters

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, considerado um dos principais conselheiros do presidente, também esteve na reunião de hoje. Na noite de ontem, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, disse que a viagem de Bolsonaro a Nova York está sob análise médica. Hoje, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, afirmou haver “risco zero” de Bolsonaro cancelar a viagem.

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) disse em seu Twitter que a reunião de Bolsonaro nesta manhã foi “com pessoas de sua confiança” para desenvolver a “feitura do discurso que o Brasil fará na ONU” .

Para além da Assembleia da ONU, e da escala em Dallas, no Texas, onde Bolsonaro deve se encontrar com empresários do setor de tecnologia. A expectativa é de que o presidente brasileiro use a viagem aos EUA para reforçar proximidade de Eduardo com Trump e, na sequência, indique oficialmente o filho ao cargo de embaixador em Washington.