Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Rivais esperam ‘estirão’ de Tatto na reta final

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

As pesquisas qualitativas feitas pelas principais candidaturas em São Paulo detectaram aumento de volume da campanha de Jilmar Tatto (PT) nas ruas desde o final da semana passada, e acreditam que essa estrutura de cabos eleitorais, candidatos fortes a vereador em várias regiões da cidade, presença em debates e tempo de TV podem resultar num “sprint” do petista na reta final.

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto Foto: Filipe Araújo/Divulgação

O fim de semana foi marcado pelo aumento da movimentação de campanha de rua na capital paulista. Bandeiraços, panfletagem, adesivaços e eventos em bairros explodiram, e o volume maior de iniciativas desse tipo vem das campanhas de Bruno Covas (PSDB) e Tatto, de acordo com os comitês.

Com isso, adversários do petista incluem Tatto entre o pelotão que vai disputar a segunda vaga no segundo turno da cidade, a despeito de, até as últimas pesquisas, ele ainda aparecer no bloco de trás entre os principais nomes.

“Não estranharia se as pesquisas da véspera da eleição mostrarem até quádruplo empate técnico no segundo lugar”, diz um especialista em pesquisas, citando Celso Russomanno (Republicanos), Guilherme Boulos (PSOL), Márcio França (PSB) e Tatto.

Nesta semana acontecem três debates importantes: os dos jornais, Estadão e Folha, e o da TV Cultura, o primeiro de uma emissora de TV aberta desde o da Band, logo no início do primeiro turno.

Tudo o que sabemos sobre:

Jilmar Tattoeleição 2020São Paulo