Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Roberto Rocha diz que não há ambiente para discutir CPMF no Congresso

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente da comissão mista da reforma tributária, Roberto Rocha (PSDB-MA), negou que uma esteja em discussão no Congresso a inclusão de uma CPMF na reforma. Nas últimas semanas, líderes do governo, como o deputado Ricardo Barros (PP-PR), têm falado em trazer o imposto à discussão da reforma tributária

O senador Roberta Rocha (PSDB-MA) é o presidente da comissão mista da reforma tributária. Foto: Beto Barata/Agência Senado

“É muito delicado esse assunto. Pode de algum modo contaminar a reforma, porque não há ambiente político para discutir isso”, disse Rocha nesta quarta-feira, 23, na chegada ao Palácio do Planalto. O senador se reúne hoje com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. 

A recriação do tributo é defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como solução para compensar a desoneração da folha de pagamentos. “Na realidade, não é criar um imposto que o governo quer. O que o governo quer é desonerar a folha”, disse Rocha. “A maneira que encontra para desonerar a folha é criando esta movimentação financeira. Ou faz assim ou aumenta no IVA (Imposto sobre o Valor Agregado), aumentando a carga tributária. Mas esse é um assunto delicado, que não me parece oportuno discutir agora nesse momento”, afirmou

O senador disse que a comissão pretende cumprir o calendário previsto, com a leitura do relatório, do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), na semana que vem e votação prevista em 7 de outubro na comissão.